A importância do contato diário com o inglês

Você sabe quantas palavras existem no idioma inglês? Entre 500 mil e 1,2 milhão. Fazendo as contas, você acha que ter convívio com o idioma uma a duas vezes por semana, apenas nos horários de aula, é o suficiente para absorver tudo? É claro que não! Por melhor que a aula seja, o aprendizado de um segundo idioma também requer uma dedicação extraclasse. Então se o objetivo é adquirir a fluência e proficiência, é essencial que além das aulas o estudante encontre outras formas de ter um contato diário com o inglês.

Para que você compreenda a importância disso, basta que faça um comparativo com a sua própria língua materna. Para aprender a falar português, você precisou ter contato diário com a língua, não precisou? Da mesma forma, para aprender um segundo idioma de maneira mais rápida, o estudante precisará fixar o conhecimento adquirido em sala de aula durante os outros dias da semana.

Há muitas formas de fazer isso, e te apresentaremos algumas aqui!

Homework e materiais de estudo complementares

Existe um motivo para os educadores passarem dever de casa. Quando um conteúdo é revisto, o estudante aumenta a familiaridade com ele, e assim assimila-o com mais facilidade. O “homework”, portanto, é uma poderosa ferramenta para o aprendizado.

Além das tarefas de casa, hoje é muito comum que os professores de inglês enviem materiais complementares em formato multimídia. A possibilidade de armazenamento de dados em nuvem facilita isso, pois arquivos pesados atualmente podem ser enviados ao aplicativo de comunicação do celular dos estudantes sem ocupar espaço na memória deles.

Esses materiais são excelentes opções para o aprendizado extraclasse, pois atingem os estudantes por canais multissensoriais, fazendo com que a informação os cerque por todos os caminhos pelos quais eles têm capacidade de absorvê-la. Além disso, proporcionam um ensino lúdico, estimulando a criatividade e fazendo com que o estudante se divirta enquanto aprende. Esse fator ganha ainda mais relevância se o estudante é criança, pois pode não entender ainda a importância de um segundo idioma, mas se sentirá estimulado ao estudo pelos materiais.

Filmes / desenhos animados

Além dos materiais enviados pela escola, o contato diário com o inglês pode se dar por filmes e desenhos que o jovem costuma assistir normalmente, que não são específicos para o aprendizado do idioma. Basta mudar o áudio deles para o inglês, e até mesmo colocar legendas em inglês.

A conexão entre palavra e significado fica mais fácil de assimilar dessa forma, pois o aluno consegue associar o som que está ouvindo com imagens; frases com o contexto; e até a pronúncia com a forma escrita, devido à legenda. Com este processo ele possibilita que a compreensão do idioma inglês seja realizada em um contexto lúdico, aumentando o seu vocabulário.

Outra vantagem de usar filmes e desenhos para o contato diário com o inglês é a possibilidade de aprender palavras, frases e expressões que podem ainda não ter sido trabalhadas em aula, visto que o tamanho do vocabulário da língua inglesa é muito grande. Para você ter uma ideia, nem a quantidade de vocábulos em português o supera.

A pronúncia também é enriquecida dessa maneira, pois assistindo a produções diferentes, sobretudo de países de língua inglesa distintos, o estudante consegue escutar o idioma sendo pronunciado com variados sotaques, e começa a entendê-lo independentemente da pronúncia. Essa capacidade pode ser muito útil a ele no mercado de trabalho algum dia, sobretudo se ocupar uma posição em uma multinacional.

Legendas espalhadas pela casa

Quando aprendemos um segundo idioma no Brasil, a escola de inglês é um ambiente de imersão, mas fora dela somos impactados pela nossa língua materna por todos os lados. Há maneiras, no entanto, de driblar uma parte disso. Que tal, por exemplo, legendar a casa inteira?

A tarefa é muito simples. Você escreve o nome de todas as coisas que tem em casa em etiquetas, e depois cola cada uma na peça correspondente:

  • table – mesa;
  • window – janela;
  • chair – cadeira;
  • floor – chão;
  • bedroom – quarto;
  • mirror – espelho.

Pegou a ideia? Assim, o estudante aprenderá o nome de cada cômodo e de cada acessório que tem em casa no idioma inglês, e como será algo do convívio diário dele, esse aprendizado será muito natural.

Computador, tablet e celular em inglês

A mesma ideia do tópico acima pode ser aplicada virtualmente. Só é necessário alterar o idioma padrão do computador, tablet e celular para o inglês, bem como o de qualquer programa, navegador ou aplicativo instalado neles.

O estudante não terá grandes dificuldades em continuar usando as ferramentas normalmente, pois tudo estará no mesmo lugar de antes, só que em inglês. E como a tecnologia é algo que usamos diariamente, principalmente o celular, em pouco tempo os nomes de todas as funcionalidades, menus e comandos serão assimilados!

Jogos online

Jogos online são excelentes maneiras de ter contato diário com o inglês. Nos momentos de lazer, se o estudante jogar video game online por ao menos 30 minutos – de forma que possa interagir com outros jogadores de outros países e trocar estratégias de jogo – irá complementar o aprendizado que obteve em sala de aula.

Quando temos contato com nativos do idioma, mesmo que seja de maneira online, nos forçamos a tentar entender o que é dito, e responder de forma que o outro nos entenda também. No começo o grau de dificuldade é maior, mas após algum tempo de conversação e complementando com o aprendizado das aulas, a conversa vai se tornando mais fluida.

Quem gosta de games tem um motivo a mais para querer entender o que é dito pelo outro, pois quer pegar dicas de estratégias para passar de fase ou mesmo provocar o adversário. E tudo isso está em meio a algo lúdico, então a absorção é mais prazerosa e espontânea.

Além de tudo, o estudante tem contato com a linguagem usada no dia a dia pelos nativos do idioma, e pode aprender gírias e expressões que não estão nos livros. Esse conhecimento tem o seu valor, pois se em algum momento o aluno precisar comunicar-se com outras pessoas fora do país, conseguirá entender o que está sendo dito, esteja a conversa em linguagem culta ou não.

Gostou das dicas para obter um contato diário com o inglês? Esse contato com certeza irá complementar o aprendizado em sala de aula! E por falar nisso, que tal se informar mais sobre aulas de inglês por aqui?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *