Como aprender inglês de forma natural? Confira aqui!

Você sabia que é possível aprender inglês de maneira natural, por meio da inserção de alguns hábitos no dia a dia? Pois saiba que boa parte do aprendizado dos estudantes ocorre fora da sala de aula, principalmente quando se escolhe por ter uma vivência mais prática e cotidiana do idioma.

No entanto, tudo vai depender do quanto de dedicação e empenho for disponibilizado para os estudos. No começo, pode parecer uma tarefa impossível, mas com o tempo a tendência é que a língua esteja presente em diversos momentos do dia — o que, certamente, será bastante benéfico para assimilar a linguagem e suas formas de expressão.

Para isso, separamos 7 dicas valiosas que demonstram como é simples e divertido aprender inglês de forma prática. Confira a seguir!

A importância de aprender inglês de maneira prática

O aprendizado em uma língua estrangeira não deve ser considerado algo maçante. Até porque, existem maneiras mais práticas e naturais para estudar o idioma, tornando o momento mais prazeroso e fluido, principalmente para os mais jovens. No caso do inglês, contando com alguns simples hábitos é possível aprender e obter uma série de vantagens.

O inglês abre muitas oportunidades para o indivíduo, influenciando, de modo geral, toda a sua vida e seu crescimento enquanto estudante. Com isso, é possível contar com mais possibilidades, seja morando fora ou fazendo um intercâmbio no exterior, uma vez que o aprendizado no idioma aumenta o conhecimento sobre diferentes culturas, regiões e pessoas.

Sem contar que, tendo a habilidade de falar mais de uma língua desde cedo, é possível aperfeiçoar a capacidade de memória e concentração, o que facilita significativamente a assimilação dos conteúdos. Além disso, ter uma vivência mais prática e espontânea também contribui para que o estudante naturalize o idioma, garantindo a fluência do inglês na vida adulta.

Isso tudo reflete, de maneira bastante positiva, no desenvolvimento cognitivo, o que contribui para aumentar o raciocínio rápido e melhorar o funcionamento do cérebro em geral. Assim, a mente do seu filho pode se tornar mais apta para aprender e responder aos estímulos com que entra em contato, seja por meio de músicas, leitura, escrita ou, até mesmo, ao frequentar escolas voltadas para o aprendizado do idioma.

7 dicas para aprender inglês de forma natural

Listamos, a seguir, 7 hábitos que podem ser inseridos no cotidiano de seu filho para que ele possa aprender inglês de maneira natural e prática, principalmente se o objetivo for alcançar um total domínio sobre as particularidades e expressões da língua.

1. Ouvir músicas em inglês

Por meio de músicas é possível desenvolver melhor a capacidade de ouvir, falar e ler. Essa é uma das maneiras mais divertidas para compreender a escrita e o vocabulário, uma vez que o estudante identifica como as palavras, frases e expressões são pronunciadas em inglês, exercitando a memória e incentivando o cérebro a assimilar a mensagem da canção.

2. Assistir a filmes e séries sem legenda

Outra dica interessante é assistir a filmes e séries sem legenda ou mesmo com a legenda em inglês. Isso possibilita entender a estrutura da frase e traduzi-la no mesmo momento, o que contribui para que o estudante aprenda novas expressões, gírias e detalhes do vocabulário — que muitas vezes passam despercebido.

3. Mudar o idioma dos aplicativos mais usados

Uma forma eficiente para ter contato diariamente com o inglês é mudando o idioma dos aplicativos mais utilizados. Com isso, é possível praticar o idioma, conectando palavras e imagens para que o aprendizado fique mais natural e, também, para que se consiga aperfeiçoar as capacidades de conversa e leitura na língua. É possível, até mesmo, realizar pequenos exercícios, treinando o sotaque e a pronúncia das palavras ao ler em voz alta os comandos do aparelho.

4. Fazer viagens internacionais

Por meio de viagens a países que tenham como idioma oficial o inglês o estudante tem acesso a todo o modo de vida estrangeiro e suas particularidades culturais. Com isso, é possível obter uma vivência mais significativa e completa, pois o indivíduo exercerá, diariamente, uma prática real do inglês, principalmente devido à necessidade de desenvolver a conversação.

5. Participar de intercâmbios

Um passo imprescindível para a otimização do aprendizado é, justamente, a imersão no idioma. Isso pode ser feito participando de intercâmbios — o que promove a oportunidade de conhecer um novo local, fazer amizades e, também, aprender sobre uma cultura diferente. Até porque, mesmo que o estudante viaje com o intuito de realizar um curso na língua inglesa, ele continuará praticando e vivenciando o inglês no dia a dia e em inúmeras situações.

6. Ler e escrever em inglês

Para aprimorar a escrita e a leitura, é recomendável inserir o hábito na rotina, a fim de que a repetição das palavras e do vocabulário aumente a assimilação da mensagem que se deseja transmitir. Ou seja, cada vez que o estudante reescreve o que ele quer dizer, aumentam as chances de aperfeiçoar os pontos de dificuldade e, consequentemente, a habilidade na prática.

7. Frequentar escolas de inglês

Uma escola de inglês pode ser o diferencial para melhorar o aprendizado de seu filho. Diversas instituições de ensino contam com professores nativos da língua, auxiliando o estudante a assimilar os diferentes elementos e particularidades do idioma.

Nesse sentido, a Teddy Bear é uma escola que oferece uma metodologia contextualizada, em que o estudante aprende o inglês por meio de vivências. Sua metodologia de ensino é própria e exclusiva, contando com atividades lúdicas e focadas no desenvolvimento completo, justamente por tornar possível uma imersão no universo da língua inglesa.

Como visto, aprender inglês pode ser um momento prazeroso e divertido para o estudante. Inserindo pequenos hábitos na rotina é possível aumentar o desempenho escolar e ter um aprendizado muito mais dinâmico e significativo. Com isso, o estudo no idioma será constante, aumentando consideravelmente as chances de se tornar fluente e proficiente na língua.

Gostou do post? Aproveite a visita e baixe o nosso e-book Tecnologia na educação: entenda como ela impacta o aprendizado do seu filho e continue aprendendo sobre o tema!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *