Como tornar o estudo prazeroso? Veja 4 dicas imperdíveis!

O aprendizado não precisa ser uma obrigação para seu filho. É isso mesmo, você não leu errado! Você já se perguntou alguma vez como tornar o estudo prazeroso para o seu filho? Então você está no lugar certo.

Associar os estudos a atividades prazerosas é fundamental tanto para crianças como para adolescentes, seja na instituição de ensino regular ou em uma escola de inglês. Essa prática ajuda os alunos a se manterem motivados e dispostos a aprender ainda mais.

A partir de certa idade, ao identificar técnicas de aprendizado e desenvolver métodos de estudo mais apropriados a seus estilos, os jovens são capazes de fazer isso por conta própria. Antes disso, porém, pais e escola têm papel fundamental nessa tarefa.

Como você pode ajudar? Como a escolha de uma escola completa pode influenciar o interesse do seu filho pelos estudos? Ficou curioso? Então acompanhe a leitura deste texto até o fim e confira nossas dicas!

1. Explore o lúdico

Em latim, lúdico significa jogo. Contudo, quando falamos sobre a ludicidade em relação a técnicas educativas, esse conceito vai muito além. O contato com o abstrato e o prazer associado ao aprendizado permitem um grande desenvolvimento da criança. Além do exercício da espontaneidade, que é reflexo disso. Inclusive, esse é um dos motivos pelos quais técnicas lúdicas surtem efeito positivo até mesmo no aprendizado de adultos, desde que eles apresentem-se dispostos a isso.

Para uma criança, uma brincadeira nunca é apenas uma brincadeira. Seja ela planejada ou não, tal atividade desenvolve também o equilíbrio emocional. As habilidades comunicativas, a coordenação motora, o intelecto e a criatividade também. Em resumo, é completamente possível aprender brincando.

Quanto mais jovem a criança, mais simples e fácil essa prática se torna. Caso você já tenha se perguntado sobre quando matricular seu filho em uma escola de idiomas, podemos dizer que a melhor resposta seria o quanto antes. Turmas voltadas a toddlers, geralmente a partir de 2 anos, são grandes exemplos de como tornar o estudo prazeroso. Uma vez que a prática nem parece estudo, a criança aprende sem nem se dar conta.

2. Incentive a socialização

Por si só, o relacionamento com outras pessoas já é uma forma de aprendizado. É por meio do contato para além da família que as crianças têm a curiosidade instigada. Ao desenvolverem pontos de vista próprios, ganham novas referências e aprimoram a comunicação. Além disso, o contato com outras crianças e o afastamento temporário dos pais também estimulam a independência e a autoconfiança.

Isso não seria diferente em sala de aula. Incentivar a socialização e permitir que o aluno frequente uma escola em que ele se sinta confortável entre os demais colegas é fundamental para que os estudos não se tornem uma atividade maçante.

Poder encontrar os amigos e participar de atividades em conjunto com eles é, com certeza, um grande motor no interesse de uma criança ou adolescente pelo aprendizado. Além do mais, a socialização em sala de aula costuma trazer algum nível de competição que, se bem monitorada, pode não apenas ser saudável como também servir de combustível em prol dos estudos.

Entretanto, o inverso pode acontecer caso o aluno não se identifique com os demais colegas ou não consiga se enturmar. Aqui, a escola tem um papel decisivo tanto em promover atividades que incentivem a integração entre os alunos quanto em garantir um espaço acolhedor e respeitoso a todos.

3. Entenda a importância do nivelamento

Em uma turma de inglês, é muito importante que todos tenham o mesmo nível de conhecimento. Isso garante uma melhor fluidez da aula, tanto para os alunos, quanto para os professores. Poucas diferenças em faixas etárias e maturidade no entendimento do novo do idioma também facilitam o processo.

Por conta disso, o nivelamento apropriado tem grande importância na tarefa de transformar o estudo em uma atividade prazerosa. Ele faz com que o aluno não se sinta entediado, caso esteja à frente dos colegas, e nem desafiado em excesso, o que pode acontecer em casos nos quais ele não consegue acompanhar os demais alunos da classe.

Sem dúvidas, o método utilizado em sala de aula, as atividades propostas e o próprio professor também influenciam a motivação do aluno. Entretanto, ao escolher uma escola de idiomas para seu filho, procure saber sobre as avaliações de nivelamento oferecidas antes de efetivar a matrícula.

4. Conte com uma escola completa

A escola também é grande responsável pela manutenção da motivação do aluno e por tornar o estudo prazeroso. Assim sendo, torna-se crucial contar com infraestrutura adequada. Uma equipe pedagógica preparada e abordagem que espelhe os valores trabalhados dentro de casa também é essencial. Sem dúvidas, uma escola que visa ao desenvolvimento do aluno como um todo e não apenas ao aprendizado de um tema específico pode ser extremamente vantajosa.

Podemos dizer que a palavra-chave aqui é experiência — principalmente para alunos, mas também para pais e demais responsáveis. Afinal, ao matricular seu filho em uma instituição de ensino, você espera a criação de um vínculo e o estabelecimento de um relacionamento com você, certo?

Quando se trata de uma escola de inglês, a imersão é outra técnica que pode fazer a diferença. Comumente, metodologias pautadas apenas em materiais didáticos acabam por engessar a aula. Em contrapartida, escolas que valorizam o aprendizado contextualizado, natural e prático são mais flexíveis e adaptáveis de acordo com os gostos e as motivações dos próprios alunos. Além disso, o estudo baseado na vivência costuma ser mais eficiente na conquista da fluência do idioma.

Aprender é algo presente em todas as etapas da nossa vida. Desde a primeira infância até a vida adulta, estamos constantemente em evolução, desenvolvendo novas técnicas, habilidades e conhecimentos. Quanto mais cedo isso tornar-se um hábito e não for visto como uma obrigação, maiores as chances de seu filho continuar motivado e interessar-se cada vez mais pelos estudos.

Incentivar a socialização, trabalhar o lúdico e propor uma experiência relevante são atividades relativamente simples. Elas podem facilmente ser divididas entre responsáveis e instituições de ensino comprometidas.

Esperamos que este conteúdo tenha sido útil para você. Agora que já sabe como tornar o estudo prazeroso, aproveite a visita ao nosso blog e descubra também como a música pode auxiliar no aprendizado de inglês. Boa leitura!

Powered by Rock Convert